PT EN   

Atualidade


Agenda

IV Congresso Internacional de Riscos
Universidade de Coimbra - 23 de Maio de 2017 a 25 de Maio de 2017
O grande objetivo deste Congresso visa ajudar a promover a “Educação para o Risco” como forma de prevenir as consequências e de minimizar os danos produzidos pelas suas manifestações. Com efeito, a educação, ao constituir uma das mais importantes e poderosas ferramentas na construção de novos conceitos, na mudança de hábitos e no diálogo intergeracional, desempenha um papel basilar e estruturante na implementação de mecanismos que conduzem a cidadãos melhor preparados e a sociedades mais resilientes, contribuindo para uma crescente consciencialização do risco e uma melhor perceção do perigo. A promoção de uma cultura de segurança através da educação representa um desafio transversal à sociedade, por envolver não só as comunidades escolar e científica, mas também os agentes e as instituições de proteção civil e de emergência, e, sobretudo, cada cidadão, nas suas ações individuais e/ou coletivas.

Destinatários: Os especialistas, técnicos, professores, estudantes e outros profissionais, nacionais e estrangeiros, cujo interesse incida na conceptualização e na análise do risco; na previsão, prevenção e mitigação das consequências de catástrofes; no estudo de casos de plenas manifestações; em diferentes domínios da educação e que visem promover  o exercício de uma cidadania ativa, no que se refere à prevenção dos riscos e à mitigação das suas consequências, quando porventura estes se manifestarem.
O Congresso pretende receber participantes de qualquer ponto do globo, mas está particularmente vocacionado para os especialistas da Comunidade Ibero-Americana e da Comunidade de Países de Língua Portuguesa.

Painéis:
O IV Congresso Internacional de Riscos centra-se no tratamento dos cinco seguintes temas:
Painel 1 - ?Educação para o risco, consciência do risco, perceção do perigo e cultura de segurança;
Painel 2 - ?Teoria do risco: metodologia, conceptualização e epistemologia;
Painel 3 - ?Análise e gestão de riscos: processos potencialmente perigosos (naturais e antrópicos) e vulnerabilidades;
Painel 4 - ?Previsão, prevenção e mitigação das consequências de catástrofes;
Painel 5 - ?Estudos de caso de plenas manifestações (acidentes graves e catástrofes) de riscos naturais, antrópicos (tecnológicos e sociais) e mistos (ambientais).

Programa:
Os dias 23, 24 e 25 de maio serão dedicados a atividades científicas na Universidade de Coimbra (Faculdade de Letras) e compreenderão a apresentação de comunicações (orais e em poster) e a realização de conferências.
O dia 26 de maio será ocupado com trabalho de campo, para observação dos efeitos de três diferentes tipos de manifestações de riscos, designadamente sobre:
1. Os grandes incêndios florestais do Maciço da Gralheira (serras da Arada, Freita e São Macário) no verão de 2016;
2. A erosão do litoral centro de Portugal, entre Esmoriz e Figueira da Foz:
3. As inundações do Baixo Mondego e o aproveitamento hidráulico do vale do Mondego.

Mais informações e inscrições em http://www.uc.pt/fluc/nicif/riscos/Congresso/IVCIR
« voltar