PT EN   

ATUALIDADE


Notícias

No Dia Nacional do Empresário: chega ao mercado o livro "Continuidade do Negócio e a Preparação para a Emergência”
2020-11-25
No Dia Nacional do Empresário, Luís Coelho e José Goulão lançam o livro "Continuidade do Negócio e a Preparação para a Emergência”, que conta com o apoio institucional da APSEI e de outras entidades. Numa altura em que o mundo enfrenta uma pandemia, estar-se preparado para garantir a continuidade do negócio, em qualquer que seja a situação de emergência em que nos encontramos, não poderia estar mais na ordem do dia.
 
Na grande maioria das vezes, as pessoas não estão alerta para os riscos que as rodeiam, podendo ter uma ideia, se se obrigarem a fazer esse exercício, contudo não é algo orgânico. Ter este conhecimento pode significar a diferença entre a vida e a morte, permitindo-nos adaptar os nossos comportamentos, atitudes e decisões.

Este conhecimento pode ser adquirido de forma empírica ou através do estudo/treino. Por exemplo, em fenómenos como as pandemias, é fundamental saber que, para as prevenir e assim evitar maiores consequências, é necessário haver uma cultura de prevenção que garanta, por exemplo, sempre stocks mínimos de equipamentos de proteção individual (cujos custos são reduzidos nos períodos em que não se regista as pandemias) que devem fazer parte dos padrões normais de gestão, uma vez que as pandemias ou outros fenómenos do género, quando ocorrem, são, simultaneamente, em diferentes partes do mundo, reduzindo a flexibilização de recursos e gerando efeitos mais desastrosos, o que não acontece em situações de desastres naturais.
 
A primeira parte da obra partilha diferentes formas de prevenção e aprendizagem que podem contribuir para o aumento da resiliência e robustecer uma organização, permitindo que o risco, a segurança, a continuidade do negócio, ente outras vertentes, estejam controladas e possam permanecer no radar dos gestores e decisores políticos contribuindo fortemente para a qualidade de vida das organizações, das pessoas e da sociedade.
 
A segunda parte complementa estes os princípios de forma prática, demonstrando a importância do exercício e do treino no garante da eficácia e da competência dentro e fora da organização. Fazer exercícios “porque sim”, porque a legislação o obriga, porque “há muito tempo que não se faz nenhum” revela uma cultura e consciência formativas insatisfatórias, particularmente na área da Segurança de Pessoas e Bens. E para se contrariar esta cultura, é importante apostar-se em recursos humanos destinados à Conceção, Planeamento, Condução e Avaliação de Exercícios ou considerar uma entidade consultora, quando não houver capacidade interna – sendo a mais-valia desta opção a deteção de vícios internos não percetíveis no dia-a-dia das Organizações. Os exercícios são ótimas oportunidades de treino de indivíduos, de avaliação de desempenho e de teste de planos, validando a sua qualidade, aceitabilidade, adequabilidade e exequibilidade. A avaliação tanto interna como externa trará melhorias e promovem alterações que vão solidificar as lições aprendidas, cujas ações corretivas a introduzir devem ser objeto de competente e rigoroso seguimento.
 
O que nunca aconteceu é sempre relativizado, sobretudo em matéria de prevenção. Mas não é expetável que se aprenda a atuar durante uma emergência, colocando em risco não só a continuidade do negócio, como a vida das pessoas. Urge apostar na prevenção e a COVID-19 ajudou a despertar para esta necessidade. O livro "Continuidade do Negócio e a Preparação para a Emergência” assume-se como uma obra que pretende alertar para a responsabilidade de todos pela sua própria segurança e, consequentemente, a de todos nós, e sobretudo consciencializar os leitores, em especial os decisores das empresas, para os investimentos necessários na prevenção em prol de um bem comum – a salvaguarda da vida humana.
 
Para aquisição do livro poderá consultar a nossa biblioteca.
 
« voltar