PT EN   

ATUALIDADE


Notícias

Nova ação judicial sobre os incêndios de 2017 em Mação
2019-02-05
O Presidente da Câmara de Mação irá proceder a uma ação judicial de indemnização por danos que resultaram dos incêndios de julho de 2017, uma tragédia que podia ter sido evitada, segundo o relatório do Ministério da Administração desta quinta-feira.

De relembrar que 45% do concelho de Mação foi destruído, o que representa cerca de 8 mil hectares ardidos, onde mais de 50 aldeias e mais de 30 habitações foram atingidas.

Segundo a informação da Agência Lusa, a Inspeção-Geral da Administração Interna (IGAI) concluiu que Rui Esteves, comandante nacional da ANPC, não nomeou o comandante distrital para os incêndios que deflagraram nos concelhos da Sertã e de Proença-a-Nova e alastrou a Mação, o que fomentou “anomalias nas linhas de comando da operação”, “sem assumir o comando das operações, como podia fazer, substituiu-se ao comando de operações e socorro, deu ordens diretas de desmobilização e mobilização de meios de reforço, dando origem a uma redução desproporcional de meios presentes no distrito de Santarém”.

O inquérito foi feito após a Câmara Municipal de Mação ter formalizado uma participação à IGAI contra a ANPC para o apuramento de responsabilidades dos incêndios de 23 a 27 de julho.
« voltar